(11) 3385-7443

Contato

Material de aula

www.templodaarte.com.br

Cursos Pós-Graduação Pós-Graduação em Análise de Obras de Arte -Peritagem.

Pós-Graduação em Análise de Obras de Arte -Peritagem.

-Museus, Acervos e Coleções -História da Arte Ocidental
-História da Arte no Brasil Colonial  -História da Arte no Brasil Nos
 Séculos XIX,XX  -História da Análise de Obras de Arte
-Metodologia da Pesquisa Científica
-Ética e Legislação na  Preservação E Análise de Obras de Arte
-Análises Não Destrutivas e Exames Laboratoriais.
-Casos de estudo relacionados à perícia e identificação de fraudes,
 falsificações e cópias

 

“A investigação pericial de um trabalho de arte tem o intuito de explorar o valor da peça para ver se a ela é dado um valor artístico. Após rigoroso exame pericial partindo inicialmente da documentação, e esta legitimada, a obra possuirá valor artístico devido à premissa ligada à investigação histórica que, sabendo que aquela obra é obra de arte de fato, deu-se, então,localização, no espaço e tempo. No entanto, sem este procedimento essencial, compará-la com outras obras com as quais estabelece relação, a pesquisa da situação da obra em que foi produzida e as consequências que então a originaram vão redundar numa análise que se baseie na ciência. É preciso buscar sua qualidade, e isto significa penetrar no âmbito de sua autenticidade. Os trabalhos periciais modernos têm o intuito de mostrar como os exames atuais podem ser executados e se tornam cada vez mais necessários na busca, esclarecimento, e comprovação da autenticidade de obras patrimoniais. Os sofisticados equipamentos laboratoriais permitem um diagnóstico preciso da obra de arte a ser investigada.”        Sandra Hitner

O Programa do curso de Pós-Graduação Latu Sensu multidisciplinar Preservação e Análise de Obras de Arte pretende oferecer fundamentos teórico-práticos de diversos saberes que recepcionam, de maneira mais ou menos direta, as atividades da preservação e da análise de obras de arte. Além dos estudos das ciências da conservação preventiva- que podem abranger tanto a Salvaguarda, atividades
Museológicas como a própria teoria e prática da Restauração,sem deixar de mencionar a importância da História e da Crítica da Arte, entre outros.

Nos últimos séculos novas possibilidades de investigar o objeto artístico surgiram mediante o emprego de tecnologias e conhecimentos de diversos saberes como a química, física e biologia aplicadas que permitem abordagens interdisciplinares dos profissionais que atuam nas áreas de conservação e restauração e análise de obras de arte. O emprego de recursos tecnológicos e o auxílio de profissionais advindos de áreas antes vistas como distantes do universo da Arte possibilitaram a ampliação dos horizontes da pesquisa teórica e prática na área da preservação patrimonial, e principalmente no que diz respeito ao trabalho de investigação e identificação do
objeto artístico , dita a pesquisa de Perícia de Obras de Arte.

É a partir de premissas plurais multidisciplinares e interdisciplinares entre diferentes áreas de saberes que têm o objeto artístico como ponto de premissa de estudo que o curso visa instrumentalizar o estudante para que enriqueça e potencialize sua teorização e ação de conservação preventiva e análise do objeto artístico , por meio de enfoques não apenas direcionados  às problemáticas materiais, mas também pensando ao objeto artístico como manifestação de caráter cultural e histórico.

Curso para  Conservadores, restauradores, museólogos, críticos, curadores, historiadores, colecionadores, galeristas, produtores culturais, leiloeiros, artistas, arquitetos, jornalistas e professores de arte e de história , peritos das polícias federais e estaduais, geólogos, químicos, biólogos, físicos e todos aqueles que querem adquirir mais recursos para a reflexão crítica  e para as atividades de Preservação artística e de bens culturais e para a análise de obras de arte.

1 –  MUSEUS, ACERVOS E COLEÇÕES

Ementa:

Estudo do universo museal e cultural e artístico no que diz respeito à preservação, divulgação e comercialização de bens culturais e obras de arte através de uma abordagem interdisciplinar utilizando leituras de ordem histórica, sociológica, filosófica, entre outras visando à análise da relação dos diferentes meios e profissionais que participam das atividades de preservação, identificação, análise, autentificação de obras de arte.

 

2-  HISTÓRIA DA ARTE OCIDENTAL

Ementa: 

Estudo das manifestações artísticas no ocidente, da Antiguidade a atualidade a partir de uma abordagem multidisciplinar, considerando os aspectos formais, iconográficos, estilísticos, historiográficos, sociológicos e filosóficos necessários para a análise de objetos e obras de arte.

 

3- HISTÓRIA DA ARTE NO BRASIL COLONIAL

Ementa:

Estudo das manifestações no Brasil Colônia: As origens da miscigenação cultural brasileira, O papel das Ordens religiosas no desenvolvimento da arte colonial Brasileira, A arte no Brasil Holandês. Análise histórica das diferenças regionais na arquitetura do Brasil nos séculos XVI, XVII e XVIII. Pintura, escultura, artes decorativas e artes aplicadas no período colonial brasileiro: Uma análise dos estilos Maneirista, Barroco e Rococó nas produções artísticas no Brasil, nos séculos XVI XVII e XVIII

 

II – Arquitetura no período colonial brasileiro: Uma análise histórica das diferenças regionais na arquitetura do Brasil nos séculos XVI, XVII e XVIII.

III – Pintura, escultura, artes decorativas e artes aplicadas no período colonial brasileiro: Uma análise dos estilos Maneirista, Barroco e Rococó nas produções artísticas no Brasil, nos séculos XVI XVII e XVIII.

 

4-  HISTÓRIA DA ARTE NO BRASIL NOS SÉCULO XIX, XX e XXI

Ementa:

Arte Brasileira no Século XIX: a Missão Artística de 1816 e a difusão do academismo e seus desdobramentos (Romantismo, Realismo) nos grandes centros do Brasil – Império; os viajantes estrangeiros; Neoclassicismo, ecletismo e Art Nouveau na arquitetura.

Arte Brasileira da Modernidade e Contemporaneidade: os Antecedentes da Semana de 22 e a Semana de Arte Moderna de São Paulo; a consolidação do Modernismo e o advento das Bienais. A segunda metade do século XX no Brasil.

 

5- METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTIFÍCA

Ementa:

Ensinar o caminho metodológico para a construção de um trabalho acadêmico: conceitos utilizados na pesquisa científica. Diferentes Abordagens de pesquisa em Arte. Elaboração de um projeto de pesquisa.

 

6 - ÉTICA E LEGISLAÇÃO NA PRESERVAÇÃO E ANÁLISE DE OBRAS DE ARTE

Ementa:

Conceitos e fundamentos éticos e procedimentos legais aplicados à atividade de perícia de obras de arte e Conceitos e fundamentos éticos e procedimentos legais aplicados à atividade de Conservação e Restauração de Obras de Arte.

 

 

NÚCLEO DE DISCIPLINAS PRÁTICAS:

Relacionadas à pesquisa científica técnica e a conservação e restauração e a análise técnica e laboratorial de obras de arte.

 

7-  ANÁLISES E EXAMES LABORATORIAIS GERAIS

Ementa:  O objetivo é apresentar de um leque de equipamentos e exames científicos disponíveis ao profissional da área de conservação para auxiliá-lo no trabalho de pesquisa e investigação no objeto, na obra de arte e nas coleções. Capacitar o conservador a decidir e orientar o técnico operador dos equipamentos a realizar um exame de forma adequada para encontrar as respostas necessárias. Através da apresentação e discussão sobre os diversos equipamentos, materiais e métodos de análises e exames técnicos laboratoriais disponíveis na atualidade. Ensinar a elaboração de laudos técnicos, apontando os possíveis problemas relacionados ao estado de conservação da obra de arte. Estudos de casos onde o exame científico tem papel fundamental na identificação e tratamento de objetos e obras de arte.

 

8-  FUNDAMENTOS DA QUÍMICA PARA A CONSERVAÇÃO PREVENTIVA E ANÁLISES DE OBRAS DE ARTE

Ementa: Conceitos fundamentais de química necessários para a atividade laboratorial do restaurador, perito e para a atividade de conservação preventiva e para os demais profissionais de museus e galerias de arte e antiguidade. A atividade do conservador e do restaurador necessita de um conhecimento de base sólido da ciência química, o aprendizado destes fundamentos possibilita maior autonomia e segurança ao profissional no que diz respeito à sua atividade laboratorial e nas tomadas de decisão quanto a escolha de que procedimentos que deverão ser adotados com relação a eventuais de intervenções e/ou ações para a preservação dos objetos e obras de artes que estarão sob sua responsabilidade.

9- FATORES QUÍMICOS-FÍSICOS DETERMINANTES NO ESTUDO DA OBRA DE ARTE

Ementa:  Investigação dos materiais constituintes das obras de arte, sua caracterização química e fatores físico/químicos que levam a sua degradação. Investigação de fatores físicos/químicos para a identificação de objetos artísticos. Os processos de datação existentes, a tecnologia disponível e suas limitações.

NÚCLEO DE DISCIPLINAS TEÓRICO-PRÁTICAS:

Relacionadas a pesquisa científica técnica e acadêmica e as atividades inter-relacionas das diferentes abordagens de preservação e análise de  obras de arte e bens culturais.

 

10- SALVAGUARDA

Ementa:  A partir de uma visão do conjunto do universo museal, tanto de forma panorâmica como de diversos pontos de vista particulares, esta disciplina pretende abordar as questões teóricas e práticas relacionadas ao trabalho do profissional que atua na área de conservação preservação, pesquisa e difusão patrimonial de bens culturais e objetos artísticos. Abordando todo o processo das atividades e conhecimentos interdependentes da preservação e conservação preventiva de obras de arte, tanto nas instituições públicas (Museus, universidades e etc.) quanto no âmbito da iniciativa privada (Museus, galerias, ateliês e etc.).

 

11 – FUNDAMENTOS DA PERITAGEM DE OBRAS DE ARTE

Ementa:  Estudo da atividade da perícia, abordando aspectos práticos e teóricos, problemas técnicos e filosóficos. Discussão sobre a característica multidisciplinar da atividade de análise e perícia de Obras de Arte e as relações das diferentes áreas do conhecimento a ela relacionadas.

 Carga Horária: 544 Horas.